Gestão de energia vai muito além de controlar a conta de luz.

Em 15 de junho de 2011 foi publicada a norma ISO 50001 que estabelece que o sistema de gestão de energia é o conjunto de elementos inter-relacionados a fim de estabelecer uma política energética, objetivos energéticos, e processos e procedimentos para atingir tais objetivos. Esses objetivos energéticos sempre deverão ter como premissa, maior a redução do consumo de energia e/ou a eficiência energética. A Norma ISO-50001- Gestão de Energia e seu Impacto nas Indústrias

Webinar – Guia para Aplicação da Norma ABNT NBR ISO 50001 – Gestão de Energia

Esse sistema de gestão energética pode ser utilizado em plantas industriais, instalações comerciais e até mesmo para empresas inteiras. Porém, a gestão de energia não se refere somente a energia elétrica, mas a todos os tipos de energia utilizada tanto em processos produtivos, atividades de serviço, entretenimento, lazer, entre outros, como os combustíveis, calor, vapor, e também as formas mais limpas como a energia eólica, solar e todas as demais que contribuem para uma eficiência energética.

Mas então o que é gestão de energia afinal?

Bem, uma gestão de energia é muito mais do que somente controlar a conta de luz e verificar se houve aumento ou redução do consumo. Gestão de energia é entender se houve algum outro tipo de forma de energia e como elas contribuíram para os resultados gerais da organização.

Gestão de Energia e Eficiência Energética

Qual a importância da implantação do sistema de gestão de energia?

O sistema de Gestão de Energia auxilia a organização a estabelecer não somente os sistemas, mas também os processos necessários para melhorar sua eficiência energética. Ele não só conduz as reduções nos custos como gerencia a emissão de gases com efeito estufa.

O sistema de gestão de energia (SGE) baseando-se na norma ISO 50001, auxilia na otimização das empresas com relação ao uso de energia sistemática e econômica além de auxiliar na eficiência energética de processos, equipamentos e dispositivos, reduzindo custos, consumo de energia e emissões de CO2.

Deixar comentário?

Você precisa estar logado para comentar.