Guia de Aplicação – Gerenciamento de Cargas em Sistemas Industriais

Gerenciamento de carga (GC) é a prática de ajustar intencionalmente – reduzindo ou aumentando – o consumo de energia elétrica em relação ao que havia sido planejado.

Empresas com perfis de consumo muito estáveis e previsíveis representam menores riscos e custos para a cadeia de fornecimento de eletricidade. Por outro lado, empresas com perfis de consumo com grande imprevisibilidade e altos picos de demanda necessitam um nível de flexibilidade maior e custo mais alto para o fornecedor de energia. Este guia de aplicação irá explicar os vários métodos e estruturas de custo que têm sido desenvolvidos pela cadeia de fornecimento de eletricidade para repassar estes custos para os consumidores. Se uma empresa pretende reduzir seus custos com a energia sua atenção deve estar em reduzir o seu consumo. Entretanto, em muitos casos, as empresas também podem conseguir economias significativas ao otimizar tanto:

  1. Seu perfil de consumo
  2. Seu contrato de fornecimento e estratégia de compra de energia

Este processo se inicia totalmente na fase de projeto: a eficiência energética pode ser aumentada no dimensionamento adequado das instalações e seus componentes. Ao mesmo tempo, os custos relacionados ao sobredimensionamento da interligação à rede podem ser evitados por prever com precisão a simultaneidade de certas cargas elétricas. O efeito conjunto é um menor custo total da energia elétrica e uma redução no valor do componente demanda na conta de energia elétrica.

Uma empresa pode obter uma melhor compreensão do seu perfil de consumo através do monitoramento da energia. Uma vez obtida esta valiosa informação, podem ser identificados problemas e oportunidades em termos de flexibilização do consumo em função do tempo. Entre outras coisas, este guia para aplicação irá discutir várias maneiras de ajustar o consumo. Uma empresa pode otimizar sua estratégia de compra, especialmente para demandas de energia anuais, mensais ou sazonais. Ao mesmo tempo, ela pode achatar seu perfil de consumo através da restrição (automatizada) do seu pico de demanda, reduzindo desta forma diversas tarifas e multas relacionadas ao pico do consumo. Tais avaliações, frequentemente, possibilitam otimizar o planejamento da produção. Exemplos práticos de Gerenciamento de Carga serão discutidos neste Guia de Aplicação. Uma vantagem adicional do Gerenciamento de Carga é a habilidade para aumentar os benefícios da geração local (renovável) de eletricidade através da otimização do autoconsumo. Isto ajudará a evitar custos (ou ausência de economia) pela injeção do excesso de produção na rede.

Finalmente, o Gerenciamento de Carga pode possibilitar que uma empresa valorize a flexibilidade de seu consumo no mercado de energia, diretamente nos mercados “spot” (em tempo real) ou “imbalance” (de desequilíbrio), ou através da resposta à demanda agregada. Em qualquer caso, este Guia de Aplicação deixará claro como o Gerenciamento de Carga é a chave para reduzir o custo da energia elétrica e assegurar o nível necessário de segurança no seu fornecimento para cada empresa.

Arquivos disponíveis

  • INTRODUCAO-AO-GERENCIAMENTO-DE-CARGA

Esse artigo foi útil?

Artigos relacionados